Festas Nicolinas | 29 de Novembro a 7 de Dezembro

Pinheiro_8737_1_510_300
Festas Nicolinas | 29 de Novembro a 7 de Dezembro
Pinheiro_8737_1_139_90
Posses_6687_1_510_300
Festas Nicolinas
Posses_6687_1_510_300
08c_5757_1_510_300
Festas Nicolinas
08c_5757_1_510_300
Pregao_7094_1_510_300
Festas Nicolinas
Pregao_7094_1_510_300
C.1.1_nicolinas_1_510_300
Festas Nicolinas
C.1.1_nicolinas_1_510_300
C.1.1_nicolinasmacazinhas_1_510_300
Festas Nicolinas
C.1.1_nicolinasmacazinhas_1_510_300
Macazinhas_9825_1_510_300
Festas Nicolinas
Macazinhas_9825_1_510_300
Pinheiro_5714_1_510_300
Festas Nicolinas
Pinheiro_5714_1_510_300
Inserir fotoS
21190 visualizações
Vários Locais
 
 
As Festas Nicolinas têm a sua origem na devoção religiosa dedicada a São Nicolau que era oriundo da Ásia Menor e terá vivido nos séc. III e IV. Julga-se que terá sido Bispo em Mira, Turquia.
Este culto terá chegado até Guimarães através dos peregrinos de vários pontos do país e do estrangeiro que aqui se deslocavam para venerarem Nossa Senhora de Guimarães (Padroeira de Portugal até ao séc. XVII), e também através da passagem de romeiros de/e para Santiago de Compostela que terão deixado como marca a sua devoção a S. Nicolau.
São Nicolau está ligado à devoção popular como protector das raparigas pobres, dos perseguidos, dos comerciantes, das crianças, dos presos, dos infelizes, dos abandonados pela sorte; também, como sendo contra as heresias, e está indicado para a cura de determinado tipo de doenças.
Paralelamente a estas devoções, São Nicolau é também Patrono dos estudantes. Reza a lenda que três crianças em idade escolar foram esquartejadas por um estalajadeiro e quando São Nicolau se aproximou delas devolveu-lhes a vida. Talvez, por isso, São Nicolau seja muitas vezes representado com três crianças aos pés.
As celebrações em honra de São Nicolau, em Guimarães, inicialmente eram de cariz exclusivamente religioso. No entanto, com o passar do tempo vão sendo incluídas nessas celebrações manifestações de caracter profano, tais como cantares, danças, etc., pois representavam uma forma de quebrar com a dureza do dia-à-dia.
Este culto, desenvolvido entre o povo, foi mais tarde apropriado pelos estudantes que constituíram uma capela em honra de São Nicolau (entre 1661 e 1663) na Igreja Nossa Senhora da Oliveira, e aí sediaram a sua irmandade.
nicialmente, as festas só eram celebradas no dia que está reservado no calendário religioso a S. Nicolau, dia 6 de Dezembro. Nesse dia de manhã, os estudantes participavam na missa com sermão e de tarde, as celebrações assumiam um caracter profano com a realização de jogos populares.
Com o passar dos tempos, verificou-se que um dia para festejos a S. Nicolau não era suficiente, pelo que nos mesmos foi também incluído o dia 5. Assim S. Nicolau passou a ser celebrado nos dias 5 e 6 de Dezembro. No dia 5, era anunciado o programa do dia 6 através de um pregoeiro que percorria as ruas da cidade.
Mais tarde os festejos vão ser alargados a oito dias, sendo o seu inicio a 29 de Novembro e o seu término a 7 de Dezembro e, actualmente, este é o período em que decorrem as Festas Nicolinas.
Durante estes dias, os estudantes tinham e têm várias “actividades” que fazem parte da estrutura da Festa. São os designados Números Nicolinos, os quais são fundamentais conhecer para entender o espírito destas Festas:
- as Novenas;
- as Ceias Nicolinas;
- o Pinheiro;
- as Posses
- o Magusto;
- as Roubalheiras;
- o Pregão;
- as Maçazinhas;
- as Danças de S. Nicolau;
- o Baile Nicolino

Ao longos dos tempos, as Festas Nicolinas têm sofrido algumas alterações em função do evoluir normal da civilização, mas a sua essência mantém-se.
As Festas Nicolinas são consideradas as Festas mais antigas de Guimarães e representam um testemunho intangível do património cultural vimaranense.
 

Outras Sugestões

Próximos

Acesso a ProfissionaisRegistar-se
 
Câmara Municipal de Guimarães - Turismo spacer.pngTripadvisor
Largo Cónego José Maria Gomes, 4800 - 419 Guimarães | tel. 351 253 421 221 / 233 | fax. 351 253 515 134 | e-mail. info@guimaraesturismo.com spacer.pngOpiniões sobre Guimarães
spacer.png